sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Algumas mudanças.

Preciso arrumar a bagunça do meu coração , jogar fora lembranças que machucam , sentimentos que não vão dar em nada , pessoas que não me acrescentam.Preciso limpar algumas mágoas que não me fazem bem , a faxina tem que ser completa.
Sinto que é necessário mudar algumas coisas que não estão legais , e isso não é de hoje.Só que a mudança por si só ela é difícil , deixar velhos hábitos pra trás requer tempo não se muda de uma hora pra outra.

“Aquilo que nos fere é aquilo que nos cura. A vida tem sido muito dura comigo, mas ao mesmo tempo tem me ensinado muita coisa.”    
Caio F. Abreu
Mudanças no interior que reflitam no exterior , deixar pra trás tudo que me atrasa o passado que não me deixa enxergar o futuro. Disse que esse seria o melhor ano e eu não posso deixar que coisas tão pequenas e sem valor estraguem ele , então daqui pra frente é só mudanças , mudanças e mudanças.

Raphaela Mattos. 

domingo, 23 de janeiro de 2011

O que não serve , deixe pra trás.

A gente finge que arruma o guarda-roupa, arruma o quarto, arruma a bagunça. Tira aquele tanto de coisa que não serve, porque ocupar espaço com coisas velhas não dá. As coisas novas querem entrar, tanta coisa bonita nas lojas por aí. Mas a gente nunca tira tudo. Sempre as esconde aqui, esconde ali, finge para si mesmo que ainda serve. A gente sabe. Que tá curta, pequeno, apertado. É que a gente queria tanto. Tanto. Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Isso pode servir melhor para outra pessoa. Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perca de espaço, tempo, paciência e sentimento. Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa. Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça.

[Caio F. Abreu]

Mais um texto de um dos meus escritores preferidos.

Chega de ocupar tanto espaço com coisas que não me acrescentam , é preciso deixar o que não serve pra trás. Preciso abrir espaço para o novo.

 

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Tudo tem seu tempo.

Eu sempre fui uma pessoa de fazer muitos planos, antes dos 18 anos eu fazia vários planos tipo: onde iria trabalhar, que eu teria uma empregada doméstica na minha casa, que compraria um ecosport e por aí vai.Hoje eu vejo as coisas de uma maneira um pouco diferente,claro que é bom você planejar as coisas se organizar, mas eu vi que para realizar algum plano que eu tenha em mente a vontade de Deus tem que estar de acordo com isso.
Planejei inúmeras coisas e nada saiu conforme o planejado por isso penso que Deus pode não ter concordado com esses planos meus.Ás vezes as coisas não saem do jeito que a gente quer, isso se dá por dois motivos: pode ser que Deus queira algo melhor pra nossa vida ou não está no tempo dos nossos planos se concretizarem.
A verdade é que tudo acontece no tempo certo, as coisas não se adiantam e nem se atrasam.Tudo acontece na hora certa.E tudo tem uma razão pra acontecer.Comecei falando de uma coisa e terminei falando de outra .. hahaha , mas acho que elas se encaixam.

Raphaela Mattos. 

sábado, 15 de janeiro de 2011

Pedir menos e agradecer mais.

Estava pensando no quanto somos egoístas às vezes, nos preocupamos muito com coisas fúteis, nos preocupamos em possuir e nunca em doar ,em questionar ao invés de agradecer.
Se temos saúde, uma família que nos ama, uma casa, alimento, amigos deveríamos agradecer, pois tem muitos que não têm esse privilégio.Existem pessoas que neste momento perderam tudo, sua casa , seus móveis, sua comida e o pior seus parentes.
Reserve um tempo e agradeça a Deus pela sua vida, por você ter saúde, por ter pessoas que você ama ao seu lado ore também pelas vítimas da chuva  na região serrana. Lembre-se que agradecer não custa nada!
Deus olha pelas vítimas dessa catástrofe!

Raphaela Mattos. 



quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Dar um basta é preciso!

Ontem não sei por que motivos me deu uma tristeza o estranho é que não tem motivo pra isso, resolvi ligar pra Angelina e ela também estava pra baixo,estranhei pois sempre ela é tão alto astral e conversamos por uns minutos e até descobrimos juntas o motivo do baixo astral.
Sabe tem uma hora que precisamos dar um basta em certas situações, vi que eu precisava disso pra ficar bem. Tem pessoas que são tão interesseiras que dá nojo só procuram você se precisam de algo. São típicas “sanguessugas” que te sugam até enfraquecer você. Isso cansa, eu sou muito legal, mas não sou boba, decidi mudar afinal temos que mudar o que não está nos agradando. Chega de tratar como prioridade quem me trata como opção!

Raphaela Mattos.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ela . .

“…Ela é exatamente como os seus livros: transmite uma sensação estranha, de uma sabedoria e uma amargura impressionantes. É lenta e quase não fala. Tem olhos hipnóticos, quase diabólicos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la. Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa. É impossível sentir-se à vontade perto dela, não porque sua presença seja desagradável, mas porque a gente pressente que ela está sempre sabendo exatamente o que se passa ao seu redor…”

[Caio Fernando Abreu]

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Um cara que não merece.

Ele é lindo,te agrada em todos os sentidos é o filho exemplar, tem um emprego,tem sonhos enfim o homem que toda mulher queria ao seu lado. Mas tem um defeito,ele mente.
Ele mente em todos os elogios que te faz, mente quando diz que te ama, mente quando diz que você é a mulher da vida dele.E quando você acha que encontrou o 'príncipe encantado' vê que na verdade ele não passa de um 'sapo'.A decepção é grande mas o jeito é levantar a cabeça e seguir em frente, você sofre por um tempo e depois supera, a vida segue e um belo dia você o reencontra e vê o quanto você foi idiota em chorar por um cara que não merece.

Raphaela Mattos. 

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Decepções

São inevitáveis as decepções, quem nunca se decepcionou?
E como não se decepcionar? Acho que a única receita é aquela famosa frase:” A única maneira de não se decepcionar com uma pessoa é não esperar nada dela”. Há quem diga que não espera nada, mas no fundo nós seres humanos sempre temos a esperança por menor que ela seja.E quando a decepção vem de onde você menos espera, ou seja, de alguém que você gosta, é triste pois você acha que todos vão te decepcionar menos aquela pessoa.
Enfim, estamos sujeitos a passar por isso em algum momento da vida o importante é não se deixar abater e seguir em frente encarar como aprendizado afinal decepções são coisas da vida.

Raphaela Mattos. 

Mulher Boazinha

Qual o elogio que uma mulher adora receber?
Bom, se você está com tempo, pode-se listar aqui uns setecentos:
mulher adora que verbalizem seus atributos, sejam eles físicos ou morais.
Diga que ela é uma mulher inteligente, e ela irá com a sua cara.
Diga que ela tem um ótimo caráter e um corpo que é uma provocação,
e ela decorará o seu número.
Fale do seu olhar, da sua pele, do seu sorriso, da sua presença de espírito,
da sua aura de mistério, de como ela tem classe:
ela achará você muito observador e lhe dará uma cópia da chave de casa.
Mas não pense que o jogo está ganho: manter o cargo vai depender da sua
perspicácia para encontrar novas qualidades nessa mulher poderosa, absoluta.
Diga que ela cozinha melhor que a sua mãe,
que ela tem uma voz que faz você pensar obscenidades,
que ela é um avião no mundo dos negócios.
Fale sobre sua competência, seu senso de oportunidade,
seu bom gosto musical.
Agora quer ver o mundo cair?
Diga que ela é muito boazinha.
Descreva aí uma mulher boazinha.
Voz fina, roupas pastel, calçados rente ao chão.
Aceita encomendas de doces, contribui para a igreja,
cuida dos sobrinhos nos finais de semana.
Disponível, serena, previsível, nunca foi vista negando um favor.
Nunca teve um chilique.
Nunca colocou os pés num show de rock.
É queridinha.
Pequeninha.
Educadinha.
Enfim, uma mulher boazinha.
Fomos boazinhas por séculos.
Engolíamos tudo e fingíamos não ver nada, ceguinhas.
Vivíamos no nosso mundinho, rodeadas de panelinhas e nenezinhos.
A vida feminina era esse frege: bordados, paredes brancas,
crucifixo em cima da cama, tudo certinho.
Passamos um tempão assim, comportadinhas, enquanto íamos alimentando um
desejo incontrolável de virar a mesa.
Quietinhas, mas inquietas.
Até que chegou o dia em que deixamos de ser as coitadinhas.
Ninguém mais fala em namoradinhas do Brasil: somos atrizes,
estrelas, profissionais.
Adolescentes não são mais brotinhos: são garotas da geração teen.
Ser chamada de patricinha é ofensa mortal.
Pitchulinha é coisa de retardada.
Quem gosta de diminutivos, definha.
Ser boazinha não tem nada a ver com ser generosa.
Ser boa é bom, ser boazinha é péssimo.
As boazinhas não têm defeitos.
Não têm atitude.
Conformam-se com a coadjuvância.
PH neutro.
Ser chamada de boazinha, mesmo com a melhor das intenções,
é o pior dos desaforos.
Mulheres bacanas, complicadas, batalhadoras, persistentes, ciumentas,
apressadas, é isso que somos hoje.
Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos.
As “inhas” não moram mais aqui.
Foram para o espaço, sozinhas.

Martha Medeiros

domingo, 9 de janeiro de 2011

Boas vindas ao 2011 !

Ele já chegou e quero muito que esse seja um ano MARAVILHOSO
Sinto que agora sim as coisas vão fluir, toda carga negativa deixo no passado
que fiquem em 2010 e nos anos anteriores.
Esse ano é o ano de coisas boas novos sonhos, planos e o principal realizações
Quero descobrir novos sabores, quero novas amizades enfim, quero tudo de melhor que 2011 me reserva. É bom quando você começa um ano e já sente que as coisas serão diferentes sinto algo que não senti antes, a cada dia que passa quero me reinventar ser melhor, alcançar todos os meus objetivos e ser motivo de orgulho pra os que me amam.
Seja bem-vindo 2011 e que você traga muito amor, paz, união, maturidade, sucesso é o que eu desejo.

Raphaela Mattos.