sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Pensamento solto...


Certas coisas não valem nada. Uma lagrima uma ruga, lamentar, se culpar.
Nessas horas o silencio consegue falar mais alto. Aí vem a segunda parte: retirar-se do palco, fechar as cortinas e deixar que o tempo termine o espetáculo. 



"E se não me abalou eu trato de esquecer. 
É que eu também sou feita de deixar de ser"
(Preta Gil-Stéreo)

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Alguns delírios..


É vazio. Ou cheio demais. Estranho. Sem explicação.
O antes era melhor, talvez tenha mudado a forma de olhar. Não, mudou você.
Do seu lado eu sempre fui eu. Sem truques. Sem disfarces. Não me escondia atrás de uma maquiagem ou de uma roupa da moda, mesmo querendo estar sempre linda pra você. Tudo era tão especial quando você estava e aquilo cada dia mais me prendia a você. Me virava do avesso as vezes só pra te ver feliz. Brigava, respondia mal e fazia tudo pra te ter por perto.
Desisti de nós. Dos planos e sonhos. Mas às vezes penso. E se fosse diferente?
Uma angustia um misto de tristeza e decepção. Cadê aquele? Esse é ruim. Sem emoções a flor da pele, falta o brilho nos olhos e o sorriso largo.
Mas como trazê-lo de volta? Depende dele.
Talvez ele esteja lendo isso neste exato momento. Ficará em silêncio por alguns instantes, tudo isso porque ainda existem na mente alguns momentos onde o sorriso reinou por tempo indeterminado. E rapidamente se recorda de como foi feliz.
Ei, você mesmo! Dá tempo. Volta. Não pra minha vida, pra sua. 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A mulher que anda de salto. A menina que sonha com príncipe encantado. Um misto das duas.
Quando você amadurece as coisas se tornam fáceis, certas ilusões são deixadas pra trás e você enxerga a vida de outra forma. Vê que as dificuldades que aparecem, muita das vezes são criadas por nós mesmos. E que em alguns momentos, o egoísmo precisa falar mais alto.