quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Versão 2014.

"Passei tanto tempo, me importando, me chateando, ligando, correndo, fazendo das tripas corações para segurar o amor que restava nas costas. Agora eu prometi a mim mesma que não carregaria mais nada, peso nenhum sozinha. Não importo tanto, não me chateio tanto, não ligo tanto, não corro tanto e adivinhem só? Também nem preciso segurar mais amor nenhum, parece que agora ele vive flutuando e me acompanhando sempre. Quando eu parei de procurar ser amada, parece que o mundo começou a me amar mais."

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

No final é só você.


Quando sai o sol, a gente procura alguém. Pra dividir o riso, contar a boa nova, vibrar junto. E tudo fica mais lindo e mais feliz. Tipo, Alegria compartilhada é alegria redobrada. É bem assim que funciona. E quando o céu fica nublado e as nuvens cinza cobrem tudo? A gente também procura alguém. O abraço apertado, o ombro amigo, a palavra que conforta. Muitas vezes acabamos encontrando a indisponibilidade. Seja do amigo, da parceira, daquele familiar ou até mesmo do amor. E chega a hora de ser forte, arregaçar as mangas e ir à luta. Sozinho. É a hora de provar pra si mesmo que é mais forte do que imagina. Investir em alguém que nunca vai te abandonar. Contar com a única pessoa que pode te fazer feliz: você

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Moço.

E aquela vontade que não quer passar. De falar. Gritar. Pedir: filho da puta, volta aqui, volta pra mim!
Sim, eu sei que “mim” não conjuga verbo. É que a falta de você tá demais. O primeiro dia sem você já parece uma eternidade.
Cada música que escuto tem você ali na letra, na melodia, no drama. Constantemente você toca. Na minha mente. Como sinfonia. Não dá pra descrever o que você faz comigo. Revira meus planos.
Moço, você é como um sonho realizado. Incrível. Único. É a melhor sensação. Acalma o coração, traz paz. Dá prazer. Ainda há um elo entre nós dois, algo que não dá pra explicar, pois as palavras nunca seriam suficientes. Foi forte o que houve entre nós. Nada é capaz de apagar as lembranças que você deixou.

A liberdade que tanto eu quis, não é nada além de saudades suas. Eu sinto falta da sua pele branca, do seu sorriso doce, da sua barba. E como você me segurou em seus braços. Me protegeu. Acolheu. Seu olhar me incendeia o coração. É tudo verdade, eu juro! Te vejo e perco o chão. Minha mão transpira e não sei o que fazer. O tempo não ajuda. Te quero mais. Amor? Não sei. Sei que você ainda existe em mim.