sábado, 15 de outubro de 2016

Tati citou...

Ele não ligava, nem mandava mensagem durante semanas. Mas tinha uma mania sacana de aparecer quando ele já tava quase desaparecendo da minha cabeça. Era carência, tava na cara – e faltava vergonha na minha, porque eu sempre acabava cedendo. Não me dava valor e ainda ficava indignada por ele não dar também. Eu aceitava ser a última opção e ainda tinha a cara de pau de espernear e choramingar por ai usando a maldita frasezinha clichê de que nenhum homem presta. Claro que ele não ia prestar, pra que prestar com alguém que transpirava falta de amor próprio? Ninguém ama quem não se ama, ninguém respeita quem não se respeita – doloroso, mas verdadeiro. E quando você não tá na onda de ser amada, ta tranquilo - um supre a carência com o outro e fim de papo. Mas eu tava afim de sentimento, tava super na onda de mãozinha dada e ligação de madrugada só pra ouvir um ”tava pensando em você”. E claro que ele não ligava, a gente quase sempre só pensa antes de dormir em quem causa aquele nervosinho de incerteza dentro do nosso peito – e eu tava sempre ali, um poço de certezas, não tinha porque ele pensar. Muito menos ligar. E foi ai que eu mudei. Parei de aceitar o último pedaço do bolo, se o primeiro pedaço não fosse pra mim, eu simplesmente ia embora da festa – não me servia mais. E olha só que mágico, ele nunca me chamou pra tantas festas e nunca vi alguém me oferecer tantos pedaços de bolo – a mágica só não foi tão boa porque eu simplesmente não queria mais. Não queria mais mágica, não queria mais bolo, não queria mais ele. Quando a gente passa a se valorizar a gente consegue enxergar nitidamente quanto os outros valem – e ele valia tão pouco, desencantei. Peguei meu coração e coloquei ele lá no topo de uma arvorezinha danada de alta, e vou te falar, nunca vi tanta gente disposta a escalar – homem adora um desafio. Pois bem, que vença o melhor!

Nada que tu traga vai me apetecer.

A vida é realmente surpreendente, as vezes a gente é tão bom com os outros que esquecemos da gente. De ser bom primeiramente com a gente. Isso não é egoísmo, julgaria de amor próprio. A gente faz pra agradar o outro, quer ser melhor pro outro, pois isso o fará feliz e a gente? Acabamos no último lugar das prioridades. Um erro.
Durante muito tempo fui boa e pensei nos outros. Me coloquei no lixo. Virei a pior mulher, a mais feia, burra, a que pegava as migalhas que caiam da mesa. Me dei migalhas. Até que parei e pensei: opa! Calma, não sou isso e nunca fui. E foi assim que o muito se tornou pouco e já dizia Maria Rita "pouco eu não quero mais!" Tenho muitos defeitos, não sou perfeita, assim como a maioria das pessoas. Não saí perdendo e as vezes a gente acha que sim, que perdemos o bilhete premiado. Na verdade o bilhete não valia nada. Cansei de me culpar por erros que não são meus. Cada um tem o livre arbítrio, ou seja, pode escolher a vontade, só depois existe as consequências e acontece que muita gente não se prepara pra isso. Então, resolvi ser melhor por mim e pra mim. Fiz as minhas escolhas e escolhi me amar e se isso for egoísmo, que assim seja. Cansei de ser a boazinha, a coitadinha e tirei os "inha" de uma vez por todas da minha vida.    

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

"As mulheres que mais irão marcar a sua vida são as CHATAS. Também chamadas de loucas, ciumentas, bipolares, confusas, esquisitas. As chatas te ligam de madrugada cobrando algo que você fez na semana passada, elas brigam contigo, olham feio para a mulherada que ta em volta de você, as chatas fazem cara feia, batem o pé, fazem bico, batem boca contigo sem pensar nas consequências e principalmente são ciumentas. Mas vou te perguntar uma coisa: quem não gosta de se sentir desejado?! Uma mulher que não te procura ou não está nem aí para você ou tem medo de te perder e prefere fingir que não viu ou ouviu nada não tem identidade! As chatas podem incomodar, mas estão ali, do seu lado em qualquer situação, não ligam para sua conta bancária ou quantos carros tem na garagem, elas te cercam tanto que não deixam que nada de ruim se aproxime de você.. Elas podem ter seus defeitos mas fazem de tudo para serem perfeitas, não pedem desculpas e são marrentas, porém se trata-las bem são as pessoas mais doces que irá conhecer… Então valorize aquela mulher que bate o pé, xinga, teima, porque essa mulher sim está dando valor para o que você é!"

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Cadê você?

Te vejo tão perdido e ao mesmo tempo tão seguro das suas escolhas. Sei que lá no fundo as incertezas sussurram no seu ouvido e você sabe que seus passos não estão te levando pra um lugar bom para atracar. Seus olhos vibraram ao me ver, tão encantados que me deixou boba. É como eu sempre digo: a gente pode esconder tudo, menos o brilho dos olhos. Eu vi. Brilhavam como fãs.
Ainda sim procuro aquele menino, o mesmo que me encantava com sua ternura e disponibilidade, aquele que eu admirava com fervor, quem me apaixonava apenas com um sorriso. Meu parceiro, quem embarcava nas minhas loucuras e corria o risco junto. O menino carinhoso das cartas apaixonadas, das ligações inesperadas e do cuidado absoluto. Aquele que me dizia o quanto apreciava a minha companhia, que preferiu largar todos os contatinhos pra viver um amor de verdade. O play 1 que me fazia ver episódios dos seus animes preferidos. Que me incluía em todos os seus planos. Homem de verdade e não só mais um que pega geral. Procurei e encontrei-o em atitudes, pequenas, mas que me fizeram te achar em meio aquele homem um tanto quanto frio que não fazia a menor questão de demonstrar sentimento e me fez sentir mais uma na sua cama.
Em todos os beijos te procurei. Desesperadamente. Te encontrei no abraço daquela conchinha. No cuidado com a minha fome. No ciúme enrustido. Naquele beijo que te deixou excitado e nos convidou a despir nossas almas. No café da manhã preparado com carinho e regado à Coca Cola.
Te encontrei em detalhes tão pequenos, mas te encontrei. Nossa química é tão perfeita, não existe nada igual, mesmo depois de tanto tempo ainda foi como a primeira vez. 
Duvido que ela te faça sentir assim.