sábado, 27 de julho de 2013

Um novo ciclo.

Acho que chegou a hora. Tudo aqui lembra uma menina, e ela talvez só exista na minha mente. Por algum tempo ela esqueceu seu valor e resolveu aceitar migalhas. É. Migalhas de amor. Amizade. Vida. Viveu em um mundinho onde ela não tinha vez. Era sempre os outros. Esquecia que ela também tinha suas vontades, desejos, principalmente sentimentos. O mesmo que tantas e tantas vezes era desprezado. Hoje ela grita. Tem voz. Deixou pra trás tudo que de um jeito ou de outro trazia dor. Não pensou em nada. Nem mesmo em voltar atrás. Já não era mais menina. Era uma mulher.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Parte 02

Acho que a verdade em tudo isso, é que eu te amo. Sim, você não está com problemas de visão. Não leu nada errado ou absurdo. Te amo, mesmo tentando te odiar. Te amo querendo não amar. Te amo depois de tudo ou por causa de tudo. Te amo errado. Te amo não sabendo amar.
Só pode ser amor, questionei tantas vezes, geralmente antes de dormir. Sempre me pego pensando em você. Em nós. Arrumando as coisas, encontrei nossas fotos, nossas coisas, nós. Tantas vezes pedi a Deus pra desatar os "nós".

domingo, 21 de julho de 2013

Parte 01

Lembrei de quando a gente era feliz. Quase tudo era motivo pra sorrir. Há anos nos conhecemos. Por minha parte foi amor a primeira vista. Me encantou tudo em você. E cada vez me encantava mais. Seu jeito, suas atitudes, você. Era tudo que eu queria pra mim. Não tive duvidas de que era você que eu queria pra ser meu marido, meu companheiro, meu cúmplice, meu amigo, parceiro. Meu.
Tudo aqui já era um pouco seu.Sonhos, planos e um futuro todo pra te amar. Não cogitava te esquecer por um momento sequer. Sim, era amor antes de ser. Acho que no momento em que te olhei já sabia.
Foi tipo sonho. E cada dia era melhor que o outro. As brigas também faziam parte de todo aquele conto de fadas, a melhor parte era a reconciliação. A cada recomeço, a gente via que não dava pra separar o que estava colado. Meu mô doce. Amor. Um homem com "H" maiúsculo. Sincero, carinhoso, com a alma mais linda, inteligente, amoroso e grato. Era a definição mais perfeita da sua pessoa.
 

domingo, 14 de julho de 2013

Por ele, você seria o genro eterno. Era uma espécie de fã da sua pessoa. Te admirava com força. Fala com tanta ternura nos olhos, é como se o tempo ainda estivesse parado e nada tivesse quebrado o encanto. Sabemos que a realidade é o oposto. Tudo se perdeu, inclusive você.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Cai fora

Talvez um dia você entenda que aquele dia na praça foi o fim. Chorei e não foi pouco. Um misto de raiva e tristeza. O que sobrou foi um abraço e um beijo no rosto. Aquele seu perfume ficou por horas na minha roupa.No meu nariz. Fazendo a minha mente viajar em todas as loucuras que eu queria realizar naquele dia.
Esquecer. É tudo que se quer. Foi bom enquanto eu acreditava que era correspondida.As mensagens e o seu jeito de falar me fizeram crer que era reciproco. Engano. Arrumei suas coisas, cada palavra dita e cada sorriso meu que no fundo te pertencia. Coloquei tudo na mala e joguei. Chega.
Que vá. Suma logo e não precisa olhar pra trás.
Ficarei bem, afinal, não é a primeira vez. Acho que é mais um tapa pra ver se eu acordo de uma vez. Ser boazinha precisa ir pra o inferno juntamente com todos os "inhas". Mulher não pode se conformar em ser coadjuvante. Não ter atitude.E é isso.
Assumi o controle, as rédeas e como preferir. Não vou sentir demais por quem não sente nada. Sou da tribo dos intensos e seletivos. Sei bem o que eu quero e se você não sabe, pode cair fora.