quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Relacionamento Abusivo

Lá por volta de 4 meses de namoro as coisas começaram a mudar. A gente discutia bastante, se estranhava e não me lembro em qual momento começaram os xingamentos. Não por minha parte. Por ele. Nunca fui xingada e nem sei pq aceitei ser xingada a primeira vez, ali começava um relacionamento sem respeito e totalmente abusivo. Não eram xingamentos leves, era de "vai se fuder" pra baixo. A falta de respeito reinava e eu parecia anestesiada. Guardava aquilo e achava que foi uma falha de momento e que ia passar. Engano. Ele pedia desculpas, falava que nunca mais faria aquilo e eu iludida acreditava e isso ia se repetindo, até que eu já não conseguia guardar. Os amigos dele sabiam, a família e todos em volta. Muitos presenciavam pq ele não fazia questão de esconder. Me tratava mal na frente dos outros, me via chorando e pedindo para que parasse e nada disso o comovia e eu ficava ali na esperança de haver mudança. Eu o amava. Só que só amar não era suficiente, as coisas iam piorando, os xingamentos cada vez mais intensos e as brigas também. As pessoas falavam pra eu sair do relacionamento, muitos me aconselhavam e eu só chorava e achava que eu era o problema. Ele me fazia parecer culpada. Me dizia coisas absurdas, do tipo:"você não é ninguém", "se eu te largar você tá ferrada" "sua piranha" e entre esses tantos absurdos, ele me manipulava falando em término, alegava que o namoro acabou e com isso me bloqueava em tudo, excluía meus números, me humilhava constantemente. Até que em março de 2016 em uma briga nossa ele me agrediu, me chutou tão forte que fez um hematoma horrível na perna. Meus pais não sabem disso, mas desconfiam pela forma que viam ele me tratar. Eu só chorava e uma coisa que me marcou muito foi "você não merece ser tratada assim, eu não sei como você aguenta isso" eu ouvi isso da vó dele. E eu ainda cega continuei esse namoro até abril, quando finalmente tive a certeza que as minhas desconfianças tinham fundamento, ele estava me traindo. Foi o momento mais difícil da minha vida, eu buscava ajuda com as pessoas próximas, pois, nunca vivi algo semelhante. Como aceitar que o seu amor, o cara pra quem você escreveu vários textos lindos era seu pior pesadelo. Era tão difícil. Muita gente acha que a pessoa fica em um relacionamento abusivo pq ela quer ou por não ter vergonha na cara e não é assim, a pessoa que vive isso muitas vezes não sabe como sair. Fica com vergonha de pedir ajuda e contar o que acontece. Muitas vezes nos culpamos e achamos que NÓS somos o problema ou começamos a dar desculpas pros erros dos outros e acreditar que vai mudar. Uma doce ilusão.  Fuja de um relacionamento abusivo.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Morre que passa

Tava usando esse tempo afastada do blog para refletir sobre algumas coisas e cheguei a uma conclusão maneira sobre algumas coisas. As pessoas sempre vão te criticar e não importa o que você faça, se é uma boa pessoa ou o contrário. Não tem nada a ver. Acho que o ser humano já nasceu programado pra 2 coisas nessa vida: reclamar e criticar. Não tem a ver com a posição que você ocupa, suas roupas, religião ou com quem você se envolve. Sempre vão te criticar, eu disse SEMPRE(assim mesmo com bastante enfase) Quer ver isso mudar? morra. Ué? preciso morrer pra deixar de ser criticado por algo? SIM. Já viu algum morto não valer nada? eu confesso que não. Óbvio que existem as exceções. Quando você morre, as pessoas lembram as coisas boas que você fazia, suas qualidades. "AH, MAS ELE ERA TÃO BOM!" "ELE ERA GENTE BOA, FOI CEDO!" o ser humano precisa ser estudado. Pq as pessoas esperam perder pra dar valor? Tão mais lindo valorizar a pessoa ali em vida. Fazer aquilo que você nunca fez por ela, um agrado ou simplesmente chegar e falar: "Você é importante na minha vida" "Eu te amo!" 
Isso é simples e lindo. Então não espera morrer pra mandar flores e falar que ele(a) era bom, faça isso hoje. Dá tempo.  

sexta-feira, 3 de março de 2017

Pobres Animais

E todo carnaval tem seu fim. Pra uns na quarta de cinzas, enquanto outros esticam até a próxima segunda. Isso não tem muito a ver com o que eu quero falar, mas tem uma ligação. Que o mundo está cruel, isso tá bem visível. Que as pessoas estão sem amor no coração, isso está bem claro e na cara de quem quiser enxergar. Só que eu ainda não entendo(deveria) é como uma pessoa pode ser capaz de maltratar um ser que é só amor, alguém que não te pede nada em troca, só amor. Acompanhei alguns vídeos de abandono de animais, odeio ver esse tipo de coisa pq não aguento. Nada justifica maus tratos. O animal não é um brinquedo que você brinca, enjoa e joga de lado, é uma vida que depende de você.
Conheci o neném(eu só o chamava assim) e apaixonei, aquela carinha de triste e ao mesmo tempo de levado me conquistou. Estava bem na cara que alguém o abandonou e talvez até bateu no animal. Isso quebra meu coração. Só que de verdade eu nunca esperava que ele me faria sua vitima 😐
Eu não o culpo, as vezes penso que ele pode ter sofrido nas mãos de pessoas e aí achou que eu seria mais uma. Não tive raiva e ainda penso em onde ele pode estar agora, queria que ele achasse um lar e muito amor. Meus machucados vão cicatrizar e ele? Será que vai ter uma vida digna? Se eu pudesse, montaria um abrigo para esses animais. Com certeza eu teria um lugar cheio deles, pra recuperar cada um, enquanto isso eu só posso sonhar com o dia em que animais parem de ser torturados nas mãos dos humanos.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Delírios Insanos

Você é o motivo do meu sorriso sem explicação, aquele que vem só de pensar nisso que a gente vive. É toda loucura depositada na minha mente. É um caso raro do acaso. Nada existe em você que eu não goste demais. Sua pele, seu cheiro e seu sabor. Meu desejo é desejar você cada dia mais. É entrar nesse nosso mundo e tirar isso só da imaginação. Tirar a sua roupa e fazer o que eu quiser. Deitar no seu peito e saber que ali eu sou sua. Beijar cada centímetro do seu corpo e descer até o alvo, te fazer estremecer, suar e reclamar que quer mais. Tocar uma, duas, três ou quantas você quiser e poder te olhar pra ter o prazer de te ver gozar e saber que eu sou a razão dos seus gemidos e da sua perna trêmula.