sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Vem 2017

A gente costuma fazer um balanço do ano que está indo embora, na intenção de consertar as coisas para o próximo ano. A gente revisa os erros e acertos e anseia em mais acertar que errar. 2016 foi um ano trágico. Marcado por inúmeras perdas, mas também trouxe muita coisa boa. Foi um ano de aprendizado. A gente aprende que ninguém vai fazer o que você faria e com isso passamos a nos poupar.
Algumas pessoas não são como você espera e aquilo não é culpa dela, a culpa é sua por esperar demais, por encher o outro de expectativas que são suas. O ano que se acaba trouxe certa maturidade pra pensar mais antes de sair fazendo qualquer coisa. Tá, talvez a gente não deva pensar tanto assim, mas convenhamos que é necessário. Se colocar no lugar do outro é uma virtude. Agradecer por estar vivo mesmo que a sua vida ainda não seja aquilo que você sonhou. Viver cada dia como último e exaltar as coisas mais lindas, sua família e seu amor. São algumas coisas que fazem sua estadia aqui valer a pena.
Agradecer ao invés de reclamar(nem sempre é tão fácil assim) e fazer disso um mantra para atrair só coisas boas. 2016 foi composto por música, não dizem que quem canta seus males espanta? então. Estive espantando-os. Pedir um ano novo melhor, também pode ser que funcione. Opa! Só vai funcionar se você fizer por merecer. Aprendi isso também. A gente reclama muito, mas as vezes não percebe que nossos resultados são pela nossa plantação lá atrás. Não adianta, a lei do retorno é implacável. Pode acreditar. Plante o bem e ele retorna pra você.
Impossível terminar esse texto sem citar o moreno. Coisa maaaar linda de 2016. Suspiro toda vez que ouço o seu nome. Ah moreno!!!!!!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário